Dores Crônicas

● Fibromialgia  ● Artrite Reumatóide ● Dor do Câncer

Massagem nas costas

Segundo a Sociedade Brasileira de Estudos da Dor, estima-se que 37% da população brasileira sofra com dores crônicas, isto é, aquelas que persistem por mais de 3 meses, período em que a dor deixa de ser um sintoma e passa a ser vista como uma patologia, que interfere nas atividades diárias, na vida profissional e nos relacionamentos afetivos do paciente, comprometendo sua qualidade de vida. 

As massagens terapêuticas são os métodos complementares não-medicamentosos mais utilizados nos hospitais e podem ser grandes aliadas no tratamento de dores crônicas pelo seu efeito positivo à saúde, entre os quais, podemos citar a redução do estresse, controle do nervosismo e da ansiedade, analgesia (alívio da dor), além da diminuição da rigidez muscular e articular.

Tiffany Field, do Instituto de Pesquisa do Toque da Universidade de Miami explica que isso é possível graças aos receptores de pressão existentes sobre a pele, que, ao serem estimulados, transmitem esta informação ao cérebro mais rapidamente que os receptores de dor, ou seja: se os receptores de pressão e de dor estiverem sendo estimulados simultaneamente, a dor tende a ser "mascarada" ou "camuflada", proporcionando bem estar e alívio imediatos. 

 As técnicas de massagens terapêuticas podem ser usada de forma isolada ou combinadas entre si, a fim de suprir as necessidades do paciente que encontra-se em quadro de crise e, posteriormente, para prevenir (ou espaçar) o surgimento de crises futuras. E tudo isso depende do modo como o paciente reagirá às técnicas que lhe forem apresentadas, por exemplo: Algumas pessoas em crise de dor sentem-se acolhidas com terapias de calor; outras, no entanto, sentem-se mais confortáveis com o frio. Em alguns pacientes, o toque superficial "machuca" (devido à hipersensibilidade); em outros, a sessão de massagem precisa ser quase uma sessão de tortura, pois eles descrevem que somente deste modo conseguem sentir menos "agonia" nos membros.

A frequência com a qual o paciente deverá fazer as sessões de massagem e as técnicas que serão utilizadas dependerá de um relacionamento de confiança que nascerá entre o paciente e seu Terapeuta. É a partir da comunicação clara e dos feedbacks que pode-se compreender como o corpo reage, quais são os gatilhos, o que funciona para os quadros de crise e o que funciona para a prevenção das mesmas. 

Massagens Terapêuticas

Técnicas que visam amenizar quadros de dor e que podem ser aplicadas de forma isolada ou combinadas entre si.